Agroturismo em Melgaço

Turístico

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: Agroturismo em Melgaço
Localização: Lugar de Pinheiro, Paderne, Melgaço
Promotor/dono de obra: Melgaço Alvarinho Houses
Arquiteto: Correia/Ragazzi Arquitectos
Construtor: Baltor Engenharia e Construção
Data do fim de construção: 01/01/2017

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa:
Morada:
Localidade:
Código Postal:
Telefone: 911111111
Site:
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

Uma propriedade composta por uma habitação em ruínas, terreno de cultivo, vinha e pinhal. Os clientes pretendem recuperar e ampliar a habitação para instalar um empreendimento de Agro-Turismo e ainda construir uma adega e uma área de prova de vinhos, sendo eles viticultores.

A ampliação dará origem a um novo volume, em diálogo e com uma relação de implantação semelhante à do volume existente, encostando-se ao muro do socalco imediatamente abaixo. A volumetria repete-se, respeitando a escala e a tradição; se no volume a recuperar se mantém o aparelho de pedra granítica e o tipo de telha, o novo volume reinventa-se pela materialidade contemporânea que enriquece o diálogo, através de um revestimento em placagem de betão pré-fabricado. Os acabamentos interiores das duas casas, em contraste com a dureza austera do exterior, serão em madeira.

Entre os dois volumes gera-se uma zona verde de lazer que corresponde à cobertura vegetal da adega e prova de vinhos, sendo este volume imperceptível volumetricamente, apenas denunciado pelo grande vão aberto no muro de pedra, que permite a vista sobre a vinha e a linha de água existente.

 Esta proposta prevê garantir uma melhor relação desde a entrada no terreno com a vinha existente ao lado e o conjunto composto pelos dois volumes que enquadra e valoriza os socalcos existentes, que se pretendem valorizar e recuperar de acordo com as características originais. 

MOTIVO DA CANDIDATURA:

Apresentamos a candidatura por se tratar da reabilitação de uma construção em ruínas que pretendeu a sua devolução à região como impulso da economia local aproveitando o turismo nacional e internacional bem como a produção e divulgação do vinho Alvarinho, produto local. Um património arquitectónico com mais de dois séculos de história que agora se recupera e amplia garantindo uma correcta integração na escala local reforçando os característicos socalcos. A nova construção ora se metamorfoseia num desses socalcos ora se encosta a ele da forma já presente no terreno. De notar que se mantiveram todas as árvores, se procurou manter ao máximo os espaços verdes exteriores e também por esse motivo se enterrou parte do programa, manter todos os socalcos agora redefinidos e recuperados bem como toda a vinha que dá sentido a este agroturismo.