Restaurante Casa de Chá da Boa Nova

Restauro

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: Restaurante Casa de Chá da Boa Nova
Localização: Rua da Boa Hora, 4450-705 Leça da Palmeira
Promotor/dono de obra: Câmara Municipal de Matosinhos
Arquiteto: Álvaro Siza
Construtor: Lucios- Engenharia e Construção
Data do fim de construção: 01/01/2017

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa:
Morada:
Localidade:
Código Postal:
Telefone: 911111111
Site:
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

O restaurante Casa de Chá da Boa Nova localiza-se em Leça da Palmeira, Matosinhos, e nasce da reabilitação do edifício Casa de Chá da Boa Nova, concebido na sequência de um concurso levado a cabo pela Câmara Municipal de Matosinhos, em 1956, do qual saiu vencedor o arquiteto Fernando Távora que entregou o projeto a um dos seus colabores, Álvaro Siza Vieira, que estava a dar os primeiros passos na sua carreira. 

Paradigma da inserção da arquitetura na paisagem, a Casa de Chá da Boa Nova foi construída sobre os rochedos, a dois metros do mar, entre os anos de 1958 e 1963, e depressa se tornou numa referência obrigatória. 

Depois de alguns anos de abandono, o edifício foi alvo de profundas obras de requalificação pela Lucios, sob a orientação do arquiteto Siza Vieira. O mobiliário original foi reproduzido de acordo com os desenhos da época e usando os materiais inicialmente previstos, com o objetivo de devolver à Casa de Chá da Boa Nova toda a beleza e singularidade que levou à sua classificação como Monumento Nacional, em 2011. 

Este renovado edifício mantém as paredes brancas, o castanho da madeira “Afizélia”, os apontamentos de betão e de latão, tudo pontuado com o mobiliário e os candeeiros desenhados pelo próprio Álvaro Siza Vieira, e que agora foram repostos, em muitos casos reconstruídos a partir do esboço original. 

O restaurante Casa de Chá da Boa Nova está dotado de uma cozinha moderna e funcional, dispõe de uma sala de refeições com vista para o mar com capacidade para 50 pessoas e de uma sala de espera com serviço de bar. 

MOTIVO DA CANDIDATURA:

A renovação deste edifício surge da necessidade de devolver uma nova vida a um marco icónico da arquitetura classificado, em 2011, como Monumento Nacional. 

A reabilitação deste espaço, construído sobre os rochedos, confere um valor cultural e arquitetónico inestimável, oferecendo a Matosinhos, à cidade do Porto, ao Norte, a Portugal uma mais valia fundamental. Depois de estar anos ao abandono, a requalificação deste edifício veio dar uma nova vida à marginal de Leça da Palmeira, tornando a Boa Nova um local de visita obrigatória para os amantes da arquitetura e para os turistas.