Pestana Pousada de Lisboa

Turístico

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: Pestana Pousada de Lisboa
Localização: Praça do Comércio, 31-34
Promotor/dono de obra: Grupo Pestana Pousadas
Arquiteto: David Sinclair & Dueto de Arquitectos
Construtor: Soares da Costa
Data do fim de construção: 01/01/2017

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa:
Morada:
Localidade:
Código Postal:
Telefone: 911111111
Site:
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

Situada em plena Praça do Comércio, um local de carácter histórico e encanto ímpar, o Grupo Pestana inaugura a Pousada de Lisboa – Praça do Comércio. Foi a partir do Castelo de São Jorge que Lisboa nasceu, mas a partir desta Praça que a cidade se expandiu. Após o terramoto de 1755, Marquês de Pombal projectou e reconstruiu toda a cidade, apresentando uma nova organização e arquitectura que ainda hoje subsiste. Numa praça da cidade marcada pela história como porto de auspiciosas partidas e chegadas, esta nova Pousada redefi ne o antigo Ministério da Administração Interna, testemunho de grandes decisões. De memórias passadas, recupera-se o património e acrescenta-se um novo valor, oferecendo um produto turístico diferenciado, a Pousada de Lisboa – Praça do Comércio. A Praça do Comércio é um local determinante para conhecer e visitar Lisboa onde é possível desfrutar da paisagem do Rio Tejo e explorar a cidade das sete colinas.

MOTIVO DA CANDIDATURA:

Outrora sede do Ministério da Administração Interna na década de 90 e, mais tarde, uma esquadra de polícia, o imóvel de traça pombalina de grande valor histórico-cultural apresenta-se, depois de 17 meses de reconstrução, como a mais recente Pousada de Portugal, a Pousada de Lisboa – Praça do Comércio, membro da Small Luxury Hotels of the World. O edifício integra o conjunto classificado como Monumento Nacional, (DL, 16.06. 1910), sendo claro o reconhecimento do valor histórico e patrimonial do mesmo, também além fronteiras justificando a sua candidatura a Património Cultural da Humanidade (UNESCO). Em termos de vestígios arqueológicos, para além da centralidade inerente ao local, constatou-se que um dos troços da muralha fernandina atravessa o actual quarteirão. Com os seus 90 quartos, a Pousada de Lisboa, Praça do Comércio integra-se na estratégia das Pousadas de Portugal, de preservação e promoção da hospitalidade de qualidade e culturas portuguesas e dotar a cidade de uma oferta única, pela sua localização e condições de fruição da envolvente local, atendendo à excelência do património ou não se tratasse da praça mais emblemática da capital e, recordando o Cais das Colunas, não estivessem ali representadas as antigas portas da cidade, em todo o seu esplendor cénico, enfatizando a relação de proximidade ao rio. Pressupõe ainda a sua integração numa estratégia mais ampla de requalificação urbanística, há muito equacionada para a cidade e feita em articulação com a zona ribeirinha, em parceria com a Sociedade Frente Tejo.