MENINA COLINA

Turístico

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: MENINA COLINA
Localização: RUA DR. ALBERTO AIRES GOUVEIA, 15, PORTO
Promotor/dono de obra: MENINA COLINA LDA
Arquiteto: ADRIANA FLORET
Construtor: FL CONSTRUÇOES
Data do fim de construção: 01/09/2019

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa: ADRIANA FLORET - ARQUITECTURA, SOC. UNIPESSOAL, LDA
Morada: Rua João de Oliveira Ramos, nº100
Localidade: Porto
Código Postal: 4000-294
Telefone: 917405510
Site: https://floret.pt/
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

Este não é um edifício qualquer. Pelo seu porte, um pouco mais largo do que os prédios oitocentistas portuenses. Pelo seu notável bom estado de conservação. Pela profusão de elementos decorativos, sobretudo o gesso trabalhado e a escaiola marmoreada, para além das cenas pintadas sobre estuque que vão de paisagens e elementos vegetais até à representação de retratos de compositores românticos. O sistema construtivo do edifício é constituído por paredes de alvenaria de pedra de granito autoportantes e pavimentos em vigamentos de madeira revestidos a soalho de madeira. Os sistemas de cobertura são em madeira e revestidos em telha cerâmica. A reabilitação do edifício foi pensada de forma a reabilitar a estrutura existente em estrutura de vigamentos em madeira apoiados sobre as paredes autoportantes de alvenaria de granito. Nada disto foi alterado não obstante se tratar de uma intervenção algo pesada com a introdução de toda a infraestrutura elétrica, hidráulica e climatização necessárias à sua adaptação à função de hotel. Uma guest house que manteve a identidade da casa que lhe precedeu. Não uma identidade retórica mas uma de facto porque as maciças alterações no avesso do prédio a nível das suas infraestruturas em nada alteraram a estrutura original, bem como a pele interior e exterior deste. Talvez por isso os proprietários chamem-lhe casa e não hotel. No seu conjunto, o interior desta casa, caracterizado pelo seu gosto eclético, enquadra-se na tipologia da casa burguesa de novo-rico, sendo bem representativo do gosto de um romantismo tardio decadente e de como as famílias mais abastadas viviam no Porto na viragem do século.

MOTIVO DA CANDIDATURA:

Esta intervenção de reabilitação caracteriza-se pelo seu conservadorismo. Tratando-se de um legado de excepcional qualidade e extremamente bem conservado por se ter mantido em uso ininterrupto, sempre pela mesma família, desde de meados do século XIX até ao início do século XXI, o desafio foi compatibilizar os novos usos e a introdução de infraestrutura, sobretudo de climatização, extremamente intrusiva com a manutenção do existente. A par deste trabalho fez-se um minucioso trabalho de identificação e levantamento dos elementos decorativos (estuques, tectos, etc) os quais foram restaurados ou colmatados de forma a manter a coerência do todo.