Pousada do Porto - Rua das Flores

Turístico

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: Pousada do Porto - Rua das Flores
Localização: Rua das Flores 84, 90, 92 e 98 / Rua da Ponte Nova 69
Promotor/dono de obra: Pestana Hotel Group: Salvor – Sociedade de Investimento Hoteleiro S.A
Arquiteto: Miguel Ângelo Alves Dias Medeiros
Construtor: Constructora San José, S.A
Data do fim de construção: 03/01/2021

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa: Grupo Pestana Pousadas
Morada: Rua Jau 54
Localidade: Lisboa
Código Postal: 1300-314
Telefone: 935763993
Site: None
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

A intervenção diz respeito às obras de alteração e ampliação de um prédio localizado na ARU do “Centro Histórico” do Porto, inserido no quarteirão Q14012 e enquadrado no interior do “Limite da área incluída na lista da UNESCO”. De acordo com a planta do “Estado de Conservação” do Porto Vivo, a classificação do prédio em análise neste contexto foi de “Mau”. A casa nobre, objeto da nossa intervenção, foi construída a pedido de João Ferreira Cavaleiro, morador em Braga, com a profissão de escrivão do Bispo D. Pedro da Costa. Depois, em 1542, era já proprietário da habitação Diego Brandão. Durante o seculo XX, o edifício foi ocupado por famílias de fracos recursos e nos anos recentes o imóvel foi votado ao abandono. Este edifício foi transformado numa Pousada de Portugal, com 84 unidades de alojamento duplas, onde se mantiveram por reposição ou não demolições, várias elementos arquitetónicos encontrados, com a escada em cantaria, entradas de portas chanfradas e arcos existentes.

MOTIVO DA CANDIDATURA:

Enquadrado na malha do centro histórico do Porto, classificado como Património da Humanidade, a Rua das Flores tem vindo a reconquistar o seu lugar na dinâmica turística da cidade. A presente obra representou uma oportunidade única para o Pestana Hotel Group de contribuir para este esforço concertado, dotando a cidade de um novo equipamento resultante da recuperação deste equipamento, e com a chancela de qualidade das Pousadas de Portugal. Com efeito, prosseguindo a aposta na recuperação de património classificado e na sua adaptação a finalidades turísticas, o Grupo apostou, mais uma vez, na refuncionalização de um verdadeiro tesouro da nossa memória colectiva, dando-lhe sustentabilidade, o qual se enquadra excelentemente no contexto da dinamização do centro histórico do Porto