São Bento 614

Residencial

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: São Bento 614
Localização: Rua de São Bento 614
Promotor/dono de obra: Reabilita, Lda.
Arquiteto: Paralelo Zero, Investigação e Arquitectura, Lda.
Construtor: ENGCON, Lda.
Data do fim de construção: 29/03/2021

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa: Paralelo Zero, Investigação e Arquitectura, Lda.
Morada: Largo do Chiado nº15, Fracção A
Localidade: Lisboa
Código Postal: 1200-108
Telefone: 213471880
Site: https://www.paralelozero.pt/home
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

O empreendimento São Bento 614 é um projecto de reabilitação integral de um edifício pombalino, localizado na histórica Rua de São Bento, na freguesia de Santo António. O projecto de 982 m2 de uso habitacional dispõe de 9 fracções, distribuídas por 5 pisos. A intervenção de reabilitação integral permitiu a ampliação do edifício com a alteração da cobertura, num aproveitamento de volumetria através do desenho da mansarda tradicional em zinco, uma característica muito presente na cidade de Lisboa. As intervenções de conservação e renovação das fachadas permitiu a alteração do revestimento para azulejo tradicional, com o objectivo de garantir uma maior durabilidade e manutenção mas também levar a uma renovação da imagem do imóvel contribuindo para uma melhor integração arquitectónica na área envolvente. A nova organização interior procurou manter a tipologia e linguagem tradicional dos apartamentos, mas propõe a configuração das zonas sociais como a sala e a cozinha integrada, viradas para tardoz do edifício. Estas zonas criam assim uma ligação directa com a varanda metálica, elemento delicadamente desenhado de modo a dotar cada apartamento com uma pequena zona exterior, que beneficia de um amplo e calmo logradouro. O apartamento situado no último piso, resultante do aproveitamento e ampliação de cobertura, beneficia de uma maior área útil e estabelece uma ligação directa e aberta ao exterior, através de um terraço com uma vista desafogada para a cidade e para o rio. Este apartamento distingue-se pela linguagem arquitetónica moderna e contemporânea na sua espacialidade e materialidade, sem desvirtuar a traça tradicional do edifício. Toda a filosofia de intervenção procurou resgatar as características construtivas e morfológicas pombalinas do edifício existente, onde um dos principais estímulos e desafios desta intervenção foi a recuperação e reintegração de elementos originais tais como tectos trabalhados de zonas comuns; a clarabóia que ilumina o interior do edifício; o núcleo de escadas com reaproveitamento da guarda e guarda-chapim existente mas também as carpintarias existentes como as portas de acesso aos apartamentos, as portas interiores, as portadas, entre outros. A paleta de materiais escolhidos procurou a utilização de materiais característicos da cidade, tais como pedra natural lioz, soalho de madeira em pinho natural ou azulejos tradicionais nas instalações sanitárias. Na intervenção, houve ainda uma preocupação acrescida por princípios de construção sustentável na medida em que o imovél se inseriu no no programa internacional Sharing Cities, que visa tornar as cidades mais sustentáveis, onde se aplicaram diversas medidas para melhorar a sua eficiência energética como a instalação de painéis fotovoltaicos na cobertura, que permitem tornar o consumo das áreas comuns, elevador e alguns apartamentos autosuficiente na produção e consumo de energia.

MOTIVO DA CANDIDATURA:

A apresentação desta candidatura ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana pretende realçar como a reabilitação e reconstrução integral de um edifício de habitação permite o equilíbrio entre a autenticidade e contemporaneidade, dando resposta ao habitar em permanente mutação e transformação, respeitando sempre a identidade da zona onde se insere: da rua; do edifício e das técnicas da construção. Esta intervenção distingue-se pelo contributo para a consolidação da célebre Rua de São Bento, através de uma intervenção com um criteriosa escolha de materiais e técnicas construtivas tradicionais. O desafio deste projecto foca-se na importância de controlar a intervenção do arquitecto num edifício pombalino, que se encontrava num extenso estado de degradação; e como era necessário reabilitar o essencial sem desvirtuar o original. O projecto São Bento 614 é uma obra de arquitectura que se traduz num equilíbrio entre as técnicas tradicionais de construção e a nova vivência contemporânea; que se foca na valorização da espacialidade e funcionalidade, sem comprometer os pormenores e detalhes construtivos robustos e distintivos, sem procurar excessos ou protagonismos.