Habitação Jovem _ Edifício Villa Longa

Residencial

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: Habitação Jovem _ Edifício Villa Longa
Localização: Paço de Arcos
Promotor/dono de obra: Câmara Municipal de Oeiras
Arquiteto: Nuno Couto
Construtor: Loviril, Construção Civil Unipessoal, Lda
Data do fim de construção: 30/09/2021

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa: Câmara Municipal de Oeiras
Morada: Tv. Villa Longa 3-5
Localidade: Paço de Arcos
Código Postal: 2770-170
Telefone: 214404822
Site: https://www.oeiras.pt/
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

Este imponente edifício de 1919, pode considerar-se um dos mais significativos no concelho de Oeiras, pela sua excecional presença no território, pelo seu valor arquitetónico e como único exemplar de memória urbanística de uma Nova Paço de Arcos que não se chegou a concretizar. De planta retangular, com quatro pisos e dois em águas furtadas, este robusto edifício desenvolve-se num único volume de grandes dimensões com inspirações pontuais de Arte Nova. A requalificação do edifício manteve os elementos característicos como frontões e pináculos, ou a grande escadaria central. Com uma área de lote de 1.400m2 e uma área de construção de 2.300m2, as tipologias adaptadas ao novo programa para Habitação Jovem resultaram em 32 fogos – 18 T1’s e 14 T0’s (dois fogos preparados para pessoas com mobilidade reduzida no piso térreo). A nova intervenção procurou continuar a racionalidade e formalidade anteriores, não só através da sistematização das tipologias como nos acabamentos sóbrios e duradouros: lioz, tabua corrida, azulejo monocromático e mosaico hidráulico. Na cor optou-se por uma cor neutra mas contemporânea em oposição ao monumentalismo histórico do edifício, recuperando o sangue de boi original nos elementos da área central – escadaria e vãos. Foram introduzidos dois elevadores e na antiga garagem reaproveitou-se o uso antigo onde foram criados 20 novos lugares. A obra consistiu num investimento totalmente municipal de €2.019.000,00, tendo sido realizada pelo empreiteiro Loviril, Construção Unipessoal Lda, e teve a duração de 24 meses.

MOTIVO DA CANDIDATURA:

A apresentação desta candidatura serve como divulgação do Programa Habitação Jovem, dinamizado e desenvolvido pela Divisão de Reabilitação Urbana da Câmara Municipal de Oeiras, o qual surgiu com o intuito de combater o cenário de desertificação dos núcleos antigos do Concelho, procurando não só promover a recuperação do parque edificado degradado e devoluto, mas também revitalizar o seu tecido social. Nesse sentido, o programa consiste essencialmente na aquisição de imóveis inseridos em núcleos de formação histórica que se apresentem em mau estado de conservação, devolutos e com qualidade arquitetónica, com o intuito de promover a sua reabilitação. Através da criação de um parque edificado com fogos de tipologias pequenas (T0, T1 e T2) com vista ao seu posterior arrendamento a jovens com idades até os 35 anos para inscrição e permanência até aos 40 anos, garantindo assim a rotatividade e permanência de uma nova população nestes núcleos urbanos. O edifício Villa Longa, torna-se assim o epitome deste programa inovador no mercado habitacional português.