Hotel Casa das Lérias

Turístico

DESIGNAÇÃO DA INTERVENÇÃO URBANA:
Nome: Hotel Casa das Lérias
Localização: R. Cândido dos Reis 1, 4600-758 Amarante
Promotor/dono de obra: Mercan Properties, SA
Arquiteto: Bárbara Abreu Arquitectos
Construtor: Retail Concept,SA
Data do fim de construção: 10/09/2021

ENTIDADE QUE APRESENTA A CANDIDATURA: Empresa: Mercan Properties
Morada: Rua Oliveira Monteiro, 289
Localidade: Porto
Código Postal: 4050-443
Telefone: 221183210
Site: http://www.mercanproperties.pt
APRESENTAÇÃO BREVE DA INTERVENÇÃO URBANA:

Edifício, cuja construção data da terceira década do séc. XX, segundo projeto do arquiteto Mário Morais Soares, é tradicionalmente conhecido pela denominação do prestigiado estabelecimento de doçaria regional que nele esteve instalado: a “Casa das Lérias” de Alcino dos Reis, tendo-se tornado um local de referência na cidade de Amarante. O projeto e obra levados a cabo pretenderam restituir o valor patrimonial existente do edifício, devolvendo-o à cidade e a quem o visita para uso e contemplação. O novo edifício “Casa das Lérias” foi transformado numa unidade Hoteleira com 45 camas e 23 unidades de alojamento mantendo aberto ao público um espaço destinado a cafetaria/esplanada. A reabilitação do edifício existente desenvolve-se numa área de implantação de 192.00 m², e 1190m2 de área de construção, num total de 5 pisos em que se pode ainda contar com a instalação de uma piscina exterior aquecida situada no jardim com cerca de 900m2 virado a Sul e com a presença do Rio Tâmega aos seus pés.

MOTIVO DA CANDIDATURA:

Candidatamos o Hotel Casa das Lérias em Amarante para a categoria da Reabilitação Urbana no setor do Turismo. Um edifício, aquando da nossa entrada no projeto, encontrava-se devoluto, num estado de adiantada degradação tendo por isso sido alvo de uma reabilitação total, mantendo a traça original exterior, fachadas e volumes. Sendo uma zona de Património Nacional, a reabilitação conservou assim a traça original do edifício, com a renovação de todas as infraestruturas e realizadas uma adaptação da tipologia interior às necessidades de uma unidade Hoteleira como a que é agora possível de visitar. Todo o espaço da antiga confeitaria foi preservado, tendo sido reabilitada de raiz conferindo um ar moderno, mas intemporal com imersão nas memórias pré-existentes do espaço. Na esplanada exterior, ex-libris do edifício e lugar muito acarinhado pelos habitantes da cidade desde sempre, seguiu-se o mesmo cuidado, tendo sida reabilitada para a dotar de novas infraestruturas, mas mantendo-se o espaço original.