Nome: Smart Studio

Localização: Rua dos Mouros 9-11 Lisboa

Promotor / Dono de Obra: ARCHITECTURE TOTE SER

Arquiteto: Helder Pereira Coelho e Miguel Meira

Construtor: ARCHITECTURE TOTE SER

Apresentação Breve da Intervenção Urbana: O edifício da Rua dos Mouros é o exemplo de um projecto total de reabilitação que oferece todo o conforto e funcionalidade de uma construção nova aliado à singularidade e preservação do património. A excelente localização, no Bairro Alto, a qualidade de construção, a funcionalidade e a modernidade dos acabamentos assim como o cuidado nos pormenores valorizam o imóvel e todo o investimento.

O projecto consistiu na reabilitação total do edifício, dando primazia à funcionalidade e ao design simples e contemporâneo, modernizando o espaço e mantendo e valorizando a traça original do edifício. Foi possível converter o edifício para arrendamento de habitação com tipologias T0, versáteis e disponíveis para as mais diversas situações como arrendamento a turistas, estudantes ou profissionais que estejam em Lisboa a trabalho, entre outros Entre os diversos trabalhos há que ressaltar a substituição da cobertura existente por um novo piso, em estrutura metálica de aço leve, e nova cobertura no mesmo sistema construtivo da anterior. A nível de interiores, foi feito o reforço estrutural em todos os pisos, colocadas novas instalações técnicas e equipamentos, escada e corrimão foram recuperados e as portas dos patamares foram tratadas e pintadas.

No interior dos apartamentos procedeu-se à reparação geral das paredes a estuque e modelação estrutural a pladur de tectos e respectivas pinturas. As kitchenettes e instalações sanitárias foram revestidas no pavimento a cerâmico wengue e as paredes das instalações sanitárias em pedra. Ao nível do exterior procedeu-se à limpeza de todas as cantarias, ao tratamento e restauro de juntas e à colocação de dois novos conjuntos de cantarias semelhantes aos existentes no novo piso. Foram colocados novos rebocos finalizados com tinta de água e selante primário e foi efectuada a reparação de todos os vãos de madeira, pintados depois a tinta de esmalte.

Motivo da Candidatura: O principal motivo desta candidatura foi o facto de mostrar um exemplo de reabilitação urbana a uma escala mais reduzida. O edifício em questão tem pouco mais de 31m2 de área de implantação e mesmo assim foi possível reabilitá-lo, mantendo os traços originais e renovando o interior, de modo a torná-lo habitável novamente.

O papel da Reabilitação Urbana ganhou mais importância nos últimos anos, em grande parte devido à crescente preocupação com o edificado existente nestas zonas da cidade. Este é um exemplo de que até a uma escala pequena é possível dar vida a um espaço que estava degradado e sem condições.

O que nos motivou a realizar esta obra foi também o desafio de trabalhar num espaço de tão reduzidas dimensões. As condicionantes são maiores o que motiva a criação de soluções novas e adequadas ao espaço em questão. Da base inicial surge um edifício com 4 andares, 4 apartamentos T0 desenhados e mobilados de modo a serem o mais funcional possível sem descurar o aspecto estético através de uma decoração contemporânea. Uma cidade é a soma das suas partes, principalmente no que toca a zonas históricas como o Bairro Alto, Chiado, Baixa Pombalina e Alfama. Todas estas zonas moldaram e definiram Lisboa e ainda hoje são de grande importância para a cidade, constituindo pontos de interesse turístico.

É cada vez mais importante manter estas zonas em bom estado de conservação não só para os visitantes que diariamente chegam a Lisboa mas também para os residentes, os que durante várias gerações ocuparam os mesmos edifícios e andaram pelas mesmas ruas, e os novos residentes que cada vez mais escolhem estas zonas para viver.

Poster: