Nome: Pátio da Galé e Sala do Risco

Localização: Rua do Arsenal/Praça do Comércio - Lisboa

Promotor / Dono de Obra: Associação Turismo de Lisboa

Arquiteto: Tiago Silva Dias

Construtor: HCI

Data do fim de construção: 20/02/2011

Apresentação Breve da Intervenção Urbana: A vocação turística da cidade de Lisboa justifica-se nos cerca de 3 milhões de visitantes que aí se deslocam anualmente.

O Terreiro do Paço é, neste prisma, um dos seus maiores símbolos, sendo certo que o seu potencial turístico encontra-se ainda por explorar na sua plenitude.

Consciente deste aspecto, a Associação Turismo de Lisboa, no seu Plano Estratégico para 2011 a 2014 destina um papel nuclear para esta praça como um dos elementos centrais para o desenvolvimento da actividade turística nos próximos anos, tendo concebido um programa de intervenção no edificado, que permita uma maior fixação de público nesta área de entrada e de usufruto da cidade.

 

A preocupação do Turismo de Lisboa foi libertar parte dos edifícios localizados na praça para usos consentâneos com actividades de lazer, procedendo à sua recuperação, numa lógica de manutenção e potenciação dos seus traços arquitectónicos e das suas características originais.

 

Entre os finais de 2010 e Fevereiro de 2011, teve lugar a execução do projecto do Pátio da Galé, que visou dotar uma parte significativa dos pisos térreos da Ala Poente de novos equipamentos vocacionados para a área do lazer e de eventos. Este projecto visou assim o seguinte:

   - Recuperação do Pátio da Galé, até aí utilizado como local de parqueamento de automóveis, e da Sala do Risco (antigo armazém dos Correios de Portugal) para um espaço capaz de acolher eventos até 1500 pessoas.

- Ampliação do Posto de Turismo, como forma de suprir o volume crescente de turistas a procurar os seus serviços, e criação da Lisbon Shop, uma loja que disponibiliza produtos que têm que ver com Lisboa e Portugal.

- Redimensionamento do Restaurante Terreiro do Paço.

- Instalação de um novo restaurante com esplanada na praça – o Aura.

- Instalação de uma geladaria – Paço de Água.

Motivo da Candidatura: Em nosso entender, o projecto de criação do espaço Pátio da Galé, integrado num plano de recuperação da zona do Terreiro o Paço em Lisboa motiva uma candidatura ao Prémio Nacional de reabilitação Urbana pelas seguintes razões:

   - Trata-se de um projecto de dimensão que visa recuperar para a actividade turística e de lazer a maior praça da cidade de Lisboa, devolvendo-lhe as suas características de espaço nobre e emblemático da cidade.

   - Pela alteração de usos que propicia é um projecto que transforma espaços anteriormente dedicados a usos privados (estação e depósito de correios), em equipamentos que são necessários ao desenvolvimento da vocação turística da Baixa de Lisboa e para usufruto alargado, como sejam um novo espaço para eventos, um renovado posto de turismo, dois restaurantes e uma geladaria. Trata-se pois de uma intervenção que devolve a utilização pública de um espaço, que pelas suas características a isso deve ser destinado.

   - As actividades existentes anteriormente à intervenção aí se mantiveram, ou para elas foi encontrada uma solução adequada que lhes permitiu persistir (deslocalização do posto de correios para a Praça do Município, por exemplo).

   - A intervenção realizada preconiza a recuperação dos espaços segundo os princípios de devolução das suas características arquitectónicas originais, removendo intervenções anteriores que, quase sempre, as desvirtuaram. Do mesmo modo, houve a preocupação de, com as novas utilizações, não criar soluções definitivas. Isto é, em caso de nova alteração de usos que venha a ser efectuada, as adaptações espaciais necessárias à actual utilização são reversíveis, não havendo pois impactes indesejados nas características originais do edificado.

Poster: