Nome: Lar Residencial Léa Nobre e Centro de Actividades Ocupacionais

Localização: Rua Silva Gouveia, n.º 27, Pinhel

Promotor / Dono de Obra: ADM Estrela -Associação de Desenvolvimento e Melhoramentos

Arquiteto: Celeste Nobre Vaz

Construtor: Biosfera –Construções Unipessoal, Lda

Data do fim de construção: 30/11/2012

Apresentação Breve da Intervenção Urbana: A intervenção consistiu no restauro e ampliação de três edifícios destinados a pessoas portadores de deficiência, sendo que o edifício principal destina-se ao Lar Residencial Léa Nobre, enquanto nos outros dois edificou-se o Centro de Actividades Ocupacionais (CAO).

O terreno localiza-se dentro da zona urbana da cidade de Pinhel, a uma cota média de 497.00m abrangida pelo Plano Director Municipal de Pinhel, junto ao núcleo mais antigo da cidade, onde todas as infraestruturas se encontram executadas, salientando-se o excelente estado de conservação em que toda a zona se encontra. Trata-se de um terreno rodeado por três arruamentos públicos, com uma área aproximada, de 6153.00 m2, onde se localizavam já três edifícios antigos do início do século XX, sendo o edifício principal, de maiores dimensões o que apresenta maior valor arquitectónico. Estes dois últimos edifícios foram interligados entre si por um corpo central, que permitiu a inserção de todos os espaços num só piso.

Os três edifícios mantiveram as actuais características ao nível da cércea sendo apenas aumentada a inclinação da cobertura do edifício principal a fim de, permitir o aproveitamento de parte da área do sótão, como área habitável. No que se refere á implantação dos edifícios, o estudo propôs, retirar um corpo de construção recente, situado ao nível do andar do alçado posterior, no edifício principal, e nos outros dois interligam-se com um corpo central. Neste sentido e porque se mantém as características arquitectónicas dos edifícios existentes, parece-nos que as mesmas se adequaram ao local onde se inserem.

Motivo da Candidatura: Esta obra nasce da necessidade de resolver um problema social da região de Pinhel, Guarda, aliado ao facto de esta ser a cidade com o maior número de edifícios solares por m2 em situação de necessidade de intervenção. Assim, acreditamos que perante a existência de património edificado é desejável que se proceda à requalificação do património em vez de optar-se por construção nova. Esta solução de requalificação de património tem como consequência o envolvimento positivo por parte da população e das entidades locais no processo social levado a cabo pela Instituição que se reflecte na abertura de um Lar Residencial e de um Centro de Actividades Ocupacionais destinados a pessoas portadoras de deficiência.

Estas características do edificado e das infraestruturas existentes, conferem à cidade, e nomeadamente a esta zona uma qualidade urbana de realçar, e constituem uma mais-valia para o bem-estar dos utentes dos dois equipamentos sociais apresentados.

Poster: