Nome: Espaço Amoreiras

Localização: Rua D. João V 24 Lisboa

Promotor / Dono de Obra: The Edge Group

Arquiteto: Atelier Daciano da Costa

Construtor: Sociedade de Construções José Coutinho

Data do fim de construção: 01/11/2011

Apresentação Breve da Intervenção Urbana: Ao transformar uma antiga galeria comercial, que se encontrava devoluta, num Centro Empresarial, houve o objetivo de construir espaço comum de partilha de conhecimento e entretenimento.

Contrariando a imagem criada pela justaposição de diferentes frentes de loja, que caraterizava o espaço comercial, a intervenção realizada criou uma imagem unificada de fachadas interiores, independente do utilizador de cada espaço, fazendo valer, sobre a diversidade de empresas, uma imagem de conjunto. Conseguiu-se transformar um centro comercial, altamente retalhado por pequenos espaços, num centro empresarial e de serviços onde as áreas privadas passaram de 50% para 80% da área total do imóvel.

Procurou-se trazer para os interiores um linguagem de espaço urbano. A criação de planos de fachada nos limites do espaço central formalizou-o como praça, atribuindo-lhe um caráter agregador e de confluência de todos os que utilizam este espaço. A disposição dos objetos que complementam esta praça central - sofás e floreiras - permitiu criar zonas de maior convívio ou privacidade, situações comuns a todos os espaços urbanos.

A escolha dos materiais foi fundamental no sentido de transmitir contemporaneidade a um espaço que esteve encerrado durante muito tempo. A utilização do vidro como material principal, nas fachadas interiores, apareceu como resposta imediata, uma vez que era condição fundamental que os espaços interiorizados dos escritórios fruíssem da iluminação natural de que beneficia o espaço através das grandes clarabóias centrais.

Uma pesquisa apurada permitiu encontrar uma solução de vidro que respondesse não só a diversas questões técnicas mas que também garantisse alguma privacidade aos espaços de trabalho. As variações de cor e tons dos vidros transparentes em contraponto com as superfícies de vidro opaco pretas e o uso de alcatifa nos espaços comuns resultaram num ambiente diferenciado e sofisticado.

Todas as instalações especiais foram renovadas de acordo com as novas exigências regulamentares e de forma a incrementar a eficiência energética, conforto e segurança, de bens e utilizadores.

Motivo da Candidatura: O motivo desta candidatura, tem como objetivo evidenciar a vantagem e um bom exemplo de reabilitação (regeneração) urbana. Não precisamos de construir novo, temos sim de requalificar o edificado existente e adequá-lo à procura e às necessidade que existem ou que se possam criar.

Aliás, pensamos que esta estratégia deverá ser seguida no futuro e que é algo para onde o mercado imobiliário deve olhar com a maior atenção.

Houve um período em que o principal objetivo era aprovar a maior quantidade de metros quadrados de construção. Atualmente, temos muitos milhares de metros quadrados construídos e disponíveis, resultantes de projetos fracassados, mas muitas vezes já nas melhores localizações (chegaram primeiro).

O desafio agora é: qual o produto e conceito a desenvolver? Para isso temos de estudar o mercado e estabelecer as tendências.

E é exatamente neste paradigma, que o centro Empresarial Espaço Amoreiras se enquadra como um exemplo de sucesso!

Poster: