Nome: Centro Gran Cruz

Localização: Vila Nova de Gaia

Promotor / Dono de Obra: Gran Cruz Porto -Sociedade Comercial de Vinhos

Arquiteto: Luc Arsene-Henry / Alain Triaud e Juliette Faugere / Arq 2525

Construtor: Lucios Engenharia e Construção

Data do fim de construção: 01/03/2012

Apresentação Breve da Intervenção Urbana: Dado o estado degradado do interior do edifício pré-existente, foi proposta uma remodelação integral, com reforço e reposição das estruturas. O espaço surge solidário com as características da sua nova utilização (Centro Multimédia), propondo um “open-space” que interliga os espaços existentes nos vários pisos e propõe uma imagem plástica contemporânea que marca o edifício como uma excepção e uma referência para a cidade.

Ao nível do piso térreo é promovida a relação com o exterior, sobretudo com o Largo Miguel Bombarda. Surge enquanto forma de convite ao percurso, à descoberta, conduzindo-nos até ao último nível (o terraço), no qual voltamos a redescobrir a magnífica vista sobre o Douro e sobre a cidade do Vinho do Porto.

O primeiro piso é constituído por uma laje solta dos alçados norte e sul, acolhendo apenas uma zona de exposição e acessos verticais.

Ao nível do segundo piso propõe-se uma sala de Recepção e Conferências, com uma lotação de 30 lugares sentados. A laje de piso, também solta junto aos alçados norte e sul, é inclinada na zona da sala de Conferências, para melhorar a visibilidade. No corpo adoçado encontram-se ainda sanitários complementares, masculinos e femininos e uma sala de degustações e provas de vinho.

No terceiro piso será instalada uma zona de Convívio, Projecção Multimédia e cozinha a partir da qual se faz a ligação ao terraço (a partir de escadas e elevador). Na zona norte deste piso, será prevista uma zona de arrumos e de apoio ao bar. No corpo menor será ainda previsto um apartamento de acesso privado.

As coberturas em telha de quatro águas serão substituídas por um terraço acessível, que permite uma visão panorâmica sobre toda a envolvente, construindo-se apenas duas máscaras em telha no corpo a poente. Junto aos alçados Norte e Sul é aberta uma clarabóia de luz, não acessível aos utilizadores, e que permite uma qualificação espacial do interior do edifício. A caixa de escadas será encerrada, a este nível, através de uma caixilharia em alumínio e vidro.

Motivo da Candidatura: A renovação deste edifício surge da necessidade de instalar na frente ribeirinha de Vila Nova de Gaia uma estrutura capaz de promover a marca de vinhos Porto Cruz através de um espaço informativo, expositivo e de lazer. Apresenta-se como resposta a um turismo crescente, direccionado para o Vinho do Porto, procurando oferecer um espaço moderno e inovador, inspirado na imagem de marca do próprio vinho a comercializar. Os alçados mantiveram as suas características preexistentes, garantindo a continuidade da sua inserção na malha urbana.

A reabilitação de um espaço na Zona Ribeirinha de Vila Nova de Gaia, de valor cultural e turístico inestimável, oferece a cidade do Porto uma mais-valia fundamental. Do ponto de vista construtivo e arquitectónico, as soluções conceptuais encontradas são arrojadas, inovadoras e únicas neste tipo de equipamento. De realçar as dificuldades extremas de uma obra numa zona de difícil acesso e circulação, com um estaleiro de obra reduzido e constrangimentos de contenção de fachadas, entre outras.

Poster: